Trend Alert: Plantas Diferentonas

As plantinhas passaram muitos anos sendo subestimadas na decor, só valiam na varanda, nos outros cômodos eram démodé (pardon my french :D). Mas ninguém é de ferro e um verdinho espalhado pela casa traz um bem estar sem tamanho. Nossas almas urbanas se cansaram do concreto e decidiram ouvir o chamado da natureza! E colocar plantinhas e hortinhas nas nossas casas e apartamentos virou item de primeira necessidade. Aí a criatividade rolou e rola solta, com plantas de tamanhos e espécies diversas e com vários jeitos de expor nossa coleção botânica. Vale pedestal, cachepôs incrementados, macramê, terrário, de costela de adão a bonsai, tudo isso você talvez já esteja cansado de ver por aí... E é aí que começou uma exploração ao mundo das maravilhosas plantas diferentonas.

Você já deve ter visto no pinterest uma tal air plant? É uma plantinha que não precisa de terra (oi?), se até seus cactos morrem essa aqui não vai ter erro. Brincadeiras a parte, as Tillandisias não são muito comuns no Brasil, mas algumas floriculturas moderninhas já tem para vender. Os cuidados com elas são simples, manter num local claro mas longe do sol direto e borrifar água na raiz aproximadamente 3x na semana.

A próxima da nossa lista, não é uma espécie de planta mas sim uma técnica japonesa que permite que as plantas não precisem de vasos, a Kokedama. Essa técnica foi desenvolvida no Japão para que as pessoas pudessem cultivar bonsai sem precisar investir uma grana no vaso. Terra e musgo formam uma bolinha para acomodar as raízes. Fica lindo, delicado e pode ficar suspenso no ar também, um charme. A rega deve ser feita por submersão 1 vez na semana.

O jardim aquático também tem sua vez no quesito diferentão, vasos de vidro exuberantes, que podemos admirar planta e raíz, tudo lá, aparente para abrilhantar nossa coleção botânica. Algumas espécies da terra vivem bem cultivadas apenas na água e tem também as plantinhas 100% aquáticas.

Das espécies aquáticas a mais exótica é uma planta de clima frio chamada Marimo. Os japoneses adoram esta plantinha e cuidam como se fosse pet. Descobertas em lagos em países de clima frio como Islândia, Escócia, Japão e Estônia, essas plantinhas gostam de água bem fresca e pouca luz. Precisam do movimento de ondas para se manter redondinhas. Uma fofura!

O que você achou das plantinhas diferentonas? Já está querendo muito algumas delas no seu jardim interno? Eu confesso que já estou planejando um upgrade paisagístico aqui na minha casa!

Até o próximo post!